28 de junho de 2012

Direção da Globo tenta tranquilizar Fátima Bernardes e equipe


Fátima Bernardes. Foto: Roberto Filho / AgNews

RICARDO FELTRIN

Mal acabou o programa desta quarta-feira e diretores e funcionários da Globo procuraram a produção do "Encontro com Fátima Bernardes". O objetivo: tentar tranquilizar a apresentadora e sua equipe, se solidarizar contra as críticas que o programa vem recebendo e, principalmente, demonstrar que ainda é cedo para perder a confiança.

Em seu terceiro dia, a atração caiu para 6,3 pontos de média de ibope na Grande São Paulo --40% menos que a estreia (10,5). É pouco para uma das maiores apostas da casa nas últimas décadas. O SBT liderou o ibope no confronto direto, com oito pontos. A Record ficou com quatro pontos, em 3º. Cada ponto vale por 60 mil domicílios na Grande SP.

Segundo o "F5" apurou, um dos argumentos usados para elevar o moral da tropa foi que "Encontro" está tirando público do "Hoje em Dia", da Record. Essa era uma briga de décimos de ibope e era um dos objetivos da emissora com o novo programa.

Antes da estreia da Globo, entre 10h30 e 12h, o "Hoje em Dia" registrava médias de 5 a 7 pontos. Após "Encontro...", porém, já caiu para 4 pontos. E, o mais importante, tudo indica que há migração de público da Record para a Globo no horário, uma vez que o número de aparelhos ligados na faixa permanece o mesmo de antes: 32%.

ANTES E DEPOIS

O fato é que, antes da estreia de Fátima, a faixa matinal (que vai das 7h às 12h) era a única que a Record conseguia vencer ou empatar com a Globo. Segunda-feira passada, por exemplo, quando ainda não havia Fátima, a emissora do bispo Macedo venceu a Globo por sete a seis pontos. No dia seguinte, terça, empataram em sete a sete.

Já nesta segunda, dia da estreia de "Encontro...", a Globo já venceu na faixa por oito a sete; e ontem superou a rival Record por 6,5 a 6,0 (embora tenha perdido para os desenhos do SBT no confronto direto).


Fonte: F5/ Folha.