11 de agosto de 2011

Glória Perez deseja sorte a Reynaldo Gianecchini


A autora Glória Perez, que há dois anos enfrentou um linfoma com cirurgia e sessões de quimioterapia, falou sobre seu processo de superação da doença e desejou força a Gianecchini, que foi diagnosticado com o mesmo problema.
“Vi que o linfoma é do mesmo tipo que o meu, que o da Dilma. Diria ao Gianecchini o que ouvi do dr. Daniel Tabak, quando fui diagnosticada: uma parte do tratamento cabe a você, e essa parte consiste em se manter obstinado e disposto a vencer o desafio! Força, você vai vencer!”, disse ela.
O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático, que é formado por vasos muito finos e por gânglios que atuam na defesa do organismo. Pode ser classificado em dois grandes tipos: os Hodgkin atingem em sua maioria jovens e pessoas de meia-idade, e os não-Hodgkin, como os de Giannecchini, são 90% dos casos e atingem sobretudo pessoas com mais de 55 anos. Foi o caso também da presidente Dilma Rousseff e de Glória Perez.
Gianecchini estava em cartaz com a peça “Cruel”, em São Paulo, que teve temporada cancelada. As produtoras do espetáculo, Selma Morente e Célia Forte, divulgaram um comunicado.
“Comunicamos que a temporada da peça ‘Cruel’ está cancelada por tempo indeterminado, por motivo de tratamento médico do ator Reynaldo Gianecchini. Estamos aguardando o laudo oficial da equipe médica do Hospital Sírio Libanês para que a informação seja idônea e precisa. Na certeza da compreensão de todos”, diz a íntegra da nota.

Ego / Pupa