10 de maio de 2011

Microsoft comprou o Skype por US$ 8,5 bilhões em dinheiro

Embora afirme que a empresa tem dinheiro sobrando em caixa, Steve Ballmer, presidente da Microsoft, afirmou nesta terça-feira (10) que o foco para fazer o Skype dar lucro é gerar publicidade dentro do programa. "Vemos muitas oportunidades de negócios dentro do Skype e acredito que fizemos um grande negócio".

Ballmer disse, após divulgar a compra do Skype por US$ 8,5 bilhões em dinheiro, que a Microsoft quer "fundir comunicação e tecnologia", um dos motivos da aquisição. "Falar com amigos do outro lado do mundo será tão natural quanto conversar com um colega que está do outro lado da mesa. Skype e Microsoft trarão um futuro no qual conversas por meio de texto, SMS, chamadas de voz e videoconferência estarão integradas na mesma tela. Estou muito feliz com este negócio", disse.

O executivo ressaltou o valor da aquisição, dizendo que o Skype hoje possui 170 milhões de usuários em todo o mundo, com 600 mil novas contas diariamente, 207 bilhçoes de minutos de conversa no ano passado (sendo que 40% foi em vídeo) e um crescsimento de 40% em 2010. Entretanto, ele afirma que isso não é o suficiente para tornar o negócio lucrativo. "Ainda temos que fazer a marca Skype crescer nos negócios com anúncios, que apresenta grandes possibilidades nos Estados Unidos e na Europa.

Tony Bates, CEO da Skype e futuro presidente da divisão Microsoft Skype ressaltou a necessidade de parcerias na área de negócios. "Publicidade em vídeo é uma grande possibilidade para nossos negócios. Queremos, também, ir além do PC, levando nosso produto para os smartphones e focar em chat com vídeo em todos os aparelhos".

Do G1.