26 de abril de 2010

O reclamão!

Sou eu. Vou me poupar de citar as razões pelas quais eu fiquei assim, mas o fato é que observei que ultimamente ando excessivamente observador. Detalhes que antes passavam despercebidos, agora são notados, e quase sempre criticados.

Exemplificando...

Quando entro num site e sinto um desagrado na combinação de cores, não perco tempo, sigo logo em busca do "fale conosco" pra mandar minha sugestão. O mesmo vale para quando me deparo com as desagradáveis pop up's.

Levei um pacote de biscoito para o trabalho. Na hora de abrir o pacote, noto que ele não tem a 'fita abre fácil'. Ora... Pelo menos o número do SAC ele deve conter na embalagem, pois aquilo não pode passar em branco. Mas, vale ressaltar que, mesmo que o pacote tenha a fitinha, se ela não abrir fácil, farei uso do 0800 pra mandar ver a minha bronca.

Atrasado para o almoço, comprei uma lata de sardinhas. Mas, ainda que eu fosse mais louco, não comeria sem antes olhar o prazo de validade. Claro, isso se ele tivesse num lugar fácil de achar, como ele não estava, antes de consumir, resolvi fazer uso do 0800 para sugerir que o colocassem em local MAIS VISÍVEL.

Dia D de campanha de vacinação contra gripe A, para pessoas entre 20 e 29 anos. Dia D pressupõe uma mobilização geral, pelo menos eu acho. Então, por que é que a prefeitura de João Pessoa não abriu todos os postos de saúde, mas ao contrário, manteve todos fechados. Resolveu imunizar a galerinha que tava passeando na praia (para não variar) e visitantes de um super mercado. Solução para reclamar: Twitter.

Enfim... Nada tem passado em branco nos últimos dias. Aliás, esta observação, feita em forma de postagem, é a minha auto crítica. É... Ando muito reclamão. Mas também estou me tornando um grande defensor dos interesses da coletividade. Ainda que sejam interesses pelos quais muita gente não se interessa.