5 de janeiro de 2010

Começando 2010 pensando em 2012

A profecia Maia que levantou a hipótese de extinção da raça humana em 2012 foi amplamente divulgada pelo filme sensacionalista, que tem como título o referido ano. Agora, juntando as teorias Maias à imaginaçao de Roland Emmerich (diretor do filme), muita gente tem vivido dias de reflexão sobre o limite da nossa existência.

A reflexão é até interessante de se fazer, eu tenho feito. Analisei vários fatores, desde as explicações das teorias Maias até as cenas do filme 2012. Relembrei os acontecimentos reais que tivemos e estamos tendo a alguns anos (parecidos com os descritos pelos Maias), ponderei com as profecias bíblicas e cheguei a uma conclusão: não dá para concluir.

Tudo que vivemos culmina com a teoria que sempre tive: a de que na vida nada é certo, nem a morte. Uma vez nascido em berço Cristão, aprendi que Jesus "está sentado à direita de Deus Pai todo poderoso, de onde há de vir para julgar os VIVOS e os mortos." Assim, se ele resolver voltar nos próximos 10 anos, vários da nossa geração ainda devem estar por aqui.

Independente do ângulo que escolha para vislumbrar a situação, você encontrará um motivo para colocar o pé atrás. Jesus: "Vigiai, ficai atentos". A ciência: "Se não mudar a política de emissão de poluentes, não tem jeito". Os Maias: "21 de dezembro de 2012".